Instale Monitorix no Ubuntu e derivados

Quer monitorar um servidor Ubuntu remotamente com uma interface gráfica? Então conheça Monitorix.
monitorix-login-screen
Monitorix é um utilitário de código aberto e leve, que permite monitorar as informações do servidor através do seu navegador web. Ele foi criado para ser usado em servidores Linux/UNIX de produção, mas devido à sua simplicidade e pequeno tamanho, também pode ser usado em dispositivos embarcados. Monitorix possui um servidor HTTP embutido, ele também funciona com Apache, Nginx, lighttpd, etc
Ele exibe gráficos com:

  • Média de carga do sistema e uso
  • Uso global do kernel
  • Uso do Kernel por processador
  • Uso do sistema de arquivos e atividade de Entrada/Saída
  • Tráfego de rede e uso
  • Demanda de serviços do sistema
  • Tráfego da porta de rede
  • Os usuários que utilizam o sistema

Para ver imagens dos painéis de informações do programa, acesse esse link.
Para mais detalhes sobre o programa, acesse esse link.

Instalando o Monitorix no Ubuntu e derivados

Para instalar o Monitorix em um servidor Ubuntu ou derivados, faça o seguinte:
Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Atualize o APT com o comando:

sudo apt-get update

Passo 3. Se ainda não tiver, instale as dependências usando o comando abaixo:

sudo apt-get install rrdtool perl libwww-perl libmailtools-perl libmime-lite-perl librrds-perl libdbi-perl libxml-simple-perl libhttp-server-simple-perl libconfig-general-perl

Passo 4. Faça o download do pacote DEB com o comando abaixo (Para as últimas vão para esta página ):

wget http://www.monitorix.org/monitorix_3.4.0-izzy1_all.deb

Passo 5. Instale o programa com os comandos abaixo:

sudo dpkg -i monitorix_3.4.0-izzy1_all.deb

Passo 2. Inicie o serviço com o comando:

sudo service monitorix start

Finalmente, acesse remotamente ou localmente digitando http://ipdoservidor:8080/monitorix no seu navegador web.

O arquivo de configuração do programa é /etc/monitorix.conf. Lá você pode alterar a porta, negar ou permitir o host remoto, e fazer outros ajustes.

Via UbuntuHandbook

 

Deixe uma resposta