Cloud computing: a carreira do futuro

Há muito tempo o mercado de TI busca profissionais com formação e conhecimento gerais. Isso é decorrente da cobrança que o profissional sofre para olhar e elaborar soluções abrangentes, e não apenas focadas em uma área de conhecimento. Hoje com o Cloud Computing isso se tornou mandatório, já que a nuvem é a somatória de várias tecnologias, que demandam um novo tipo de profissional: aquele que não sobreviverá sem uma visão ampla e generalista das tecnologias que a compõem.

Diferente de outros momentos de avanços tecnológicos, quando o surgimento de novas tecnologias geravam necessidades de conhecimentos determinados, a cloud não é uma tecnologia específica. Ela é a união de diversas soluções com o objetivo de proporcionar um novo modelo de solução para o negócio.

Decompondo a solução de Cloud Computing, nota-se que ela está baseada em uma consistente solução de network. É impossível ter alta disponibilidade e contingenciamento sem uma rede que permita caminhos diferentes para chegar nos sistemas. Dessa maneira, é impensado ter um profissional que não conheça redes suportando ou desenvolvendo uma solução de cloud.

Para conseguir ter alta disponibilidade e acesso de qualquer lugar, as aplicações precisam estar em diferentes lugares e serem acessadas de diversas maneiras. A quebra do paradigma de aplicações baseadas em cliente-servidor já se foi há tempos. Agora, as aplicações estão replicadas e entram em ação de acordo com o melhor caminho das redes. É impossível entender esse conjunto de situações sem saber como é desenvolvida ou mantida uma aplicação em um ambiente cloud.

As aplicações não funcionam sozinhas, cada dia mais são dependentes dos bancos de dados e de gigantescos armazenamentos, capazes de suportá-las e dar confiabilidade à enorme massa de informações gerada, oriundas das aplicações. Colocar estas bases respondendo para as aplicações e suportadas pelos armazenamentos não é um trabalho fácil.

Nada disso seria possível sem a virtualização de servidores, algo que veio do mundo do  main frame e se propagou na baixa plataforma. Seria muito difícil ter uma solução cloud sem as tecnologias descritas até o momento. Mas, com certeza, sem a virtualização dos servidores, seria impossível. Assim como é impossível um profissional trabalhar em cloud sem conhecer os conceitos e o funcionamento de sistemas de virtualização.

Como mencionado no início, é obrigatório que o profissional de cloud tenha uma visão à frente dos profissionais especialistas. E conhecer a arquitetura das tecnologias é o grande diferencial para entender qual é a melhor solução para o cliente.

O ‘desconhecedor’ de tecnologia terá sempre a enorme preocupação com a segurança das informações. E o profissional bem preparado e capacitado a falar de cloud tem a necessidade de transmitir ao cliente toda a segurança, principalmente no que se refere à tecnologia de segurança lógica.

via Olhar Digital.

Deixe uma resposta